O que diz a lei italiana sobre o reconhecimento da cidadania:

A lei italiana no. 91 de 05/02/1992 prevê a possibilidade do descendente de italiano ter a cidadania italiana reconhecida com base na filiação (jus sanguinis) e sem limite de gerações. A Itália eh o único país que oferece esta opção, diferente de muitos outros países que limitam a possibilidade de reconhecimento da cidadania a poucas gerações. Para isso e necessário comprovar a descendência italiana buscando todos os documentos de nascimento e casamento necessários começando pelo antenato italiano ate chegar aos requerentes interessados no reconhecimento da cidadania italiana.

Jus sanguinis - a cidadania se transfere por filiação.

Jus solis (Brasil) - a cidadania se da por local de nascimento.

Dupla cidadania

Descendentes de italianos apos ter a cidadania italiana reconhecida podem manter a cidadania brasileira, pois ambos os países atualmente permitem a dupla cidadania.

Estima-se que no Brasil atualmente existam mais de 30 milhões de descendentes de italianos.